Ilustração: Graça Graúna.
Maraca aquarelada com café.

Trincheiras

A Estatua “Os Retirantes” representa a família de Luiz Inácio Lula da Silva. Essa escultura está localizada no Parque D. Lindu (em Recife).  Imagem: cf. Google. Apesar das trincheiras torno a Esperançar e outra vez vivencio o gosto da Democracia. A felicidade coletiva ! (Graça Graúna, 30/10/2022)

IFRN: a Terra ! a Vida! o Clima!

AGRADECIMENTO A proósito do tempo de celebrar a Terra, a Vida e o Clima nunca é demais agradecer o convite que eu recebi para participar do I Congresso Nacional do Meio Ambiente, realizado pelo Instituto Federal, Campus Ceará Mirim/RN.  Aqui, resgistro a minha gratidão ao Prof. Dr. Jorge dos Santos Lima, coordenador do Congresso que…

19 de abril: dia da resistência indígena

Em dezembro de 2021, a Comissão de Constituição e Justiça da Câmara dos Deputados aprovou projeto de lei que altera o nome do “Dia do Índio” (cf. Decreto-Lei 5540/43), celebrado em 19 de abril, para “Dia da Resistência dos Povos Indígenas”. A proposta é de autoria da deputada indígena Joênia Wapichana. Na opinião da autora…

Da nossa Mãe Terra e outras histórias

“POÉTICAS INDÍGENAS: da nossa Mãe Terra e outras histórias”  com a escritora e pesquisadora indígena Potiguara/RN, Graça Graúna.O curso irá abordar a poesia e saberes indígenas a partir do processo de elaboração da escrita e vivência na obra Literária de Graça Graúna. DATAS: 04, 11, 18 e 19 de Abril – às Segundas-feirasHORÁRIO: 09:30 às 11:00 Turno:…

De fio a pavio: Lilia

O texto que segue é um fragmento/releitura da crônica “re-tra-tos”, de minha autoria e que foi publicada pela UNICAMP no projeto p-o-e-s-i-a: um dossiê sobre poesia contemporânea. […] O tempo marcado pela memória alcança um pouco mais de um século de existência; 101 anos de idade, que hoje (17 de março) faria a minha mãe: Dona Noemia, chamada também…

Uma leitura crítico-afetiva de Heliene Rosa

O texto crítico-afetivo que segue (originalmente publicado em 02/02/2022, no Blog Feminário Conexões) foi escrito por Heliene Rosa (professra, crítica literária), contadora de histórias, amiga/irmã das Letras e grande colaboradora do Feminário Conexões. Desde já e sempre, registro os meus agradecimentos à querida Heliene pelo afeto e atenção aos meus escritos. Saudações indígenas, Graça Graúna…

Ao poeta Thiago de Mello

Em abril de 1964, quando era adido cultural da embaixada do Brasil, no Chile; Thiago de Mello (1926-2022), filho da floresta amazônica, escreveu o poema “Estatutos do homem”. No mesmo período, o poeta chileno Pablo Neruda traduziu esse poema que, desde então, transita em praças, teatros, escolas e segue até hoje pelo mundo; comovendo multidões…

Rezos e flores

Rezos e flores …faz alguns dias, troquei algumas palavras com pessoas muito queridas. Pessoas generosas me cercam! Falamos da “roda viva” que nos sufoca ao longo dessa pandemia;  da Amizade e do Esperançar que nos sustenta. Para essas pessoas e mais um monte de gente que está atravessando momentos muito difíceis, ofereço rezos e flores;…

Carregando…

Ocorreu um erro. Atualize a página e/ou tente novamente.


Siga meu blog

Receba novos conteúdos na sua caixa de entrada.