Imagem: Elaine Tavares, https://iberoamericasocial.com
       O programa de rádio “Voz indígena“, da Universidade Federal de São Carlos (UFSCAR) –  localizada no interior de São Paulo – é um dos poucos em nosso país que acolhe a literatura indígena em prosa e verso, entre outras manifestações artísticas dos diferentes povos indígenas do mundo. 
   No programa que foi transmitido no dia 1 de setembro de 2019, os apresentadores João Paulo Ribeiro e Ariabo Kezo presentearam os ouvintes com o discurso proferido pelo filósofo Ailton Krenak, em setembro de 1987, na Assembleia Nacional Constituinte. Nunca é demais refletir sobre esse momento tão relevante da História Indígena, quando um jovem líder do povo Krenak, em sinal de protesto diante do risco de não ser aprovada a emenda constitucional sobre os direitos indígenas, pintou o rosto com a tinta preta de jenipapo; enquanto clamava na Câmara dos Deputados, pelos direitos dos povos indígenas da floresta e da cidade.
      Os apresentadores do programa destacaram os nomes de Álvaro Tukano, Daniel Kabixi, Darlene Taukane, Davi Kopenawa, Eliane Potiguara, Estevão Taukane, Marcos Terena, Mario Juruna, Marçal Tupã-y, Raoni Kayapó e Xicão Xukuru, entre outras lideranças que participaram da luta, em defesa da Constituição de 1988.
       Confesso que me tocou profundamente outro momento do referido programa, quando os parentes João Paulo e Ariabo Keso teceram comentários acerca do poema Manifesto;  um poema com a base de rap e por meio do qual  denuncio os horrores sofridos pela nossa Mãe Terra. Na sequência, os apresentadores também fizeram apreciações a respeito do poema “Resolvi ser branca”, da Professora Fernanda Vieira.
        Em tempo, compartilho o Voz indígena #83, que fala do “incêndio” na Amazônia e de como buscar um bem viver com a mensagem em defesa da nossa casa: o planeta terra.
GRAÇA GRAÚNA

2 comentários sobre “Programa Voz Indígena: incêndio, manifesto…

  1. Jucicleide Wapichana (pelo whatsaap), em 03/09/2019Como é bom saber que os parentes através do programa \”Voz indígena\” troxeram um recorte da história da nossa gente. Nomearam nossas lideranças que têm defendido nossa terra por meio de manifestos, poemas e canções. WaDaru os abençoe Graça parente Mainha, João Paulo Parente e Ariabo Kezo.

    Curtir

  2. Obrigada, querida parente Jucicleide: sua presença é sempre acolhedora. Fico feliz que esteja acompanhandoas noticias e as produções literárias dos parentes indígenas neste blog. Fique com Ñanderu, Graça Graúna

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s