Crédito: pesquisadora Maria Gorete Cruz Procópio.

Chegou a hora da retomada!

Nota: agradecimentos à Paula Santana por esse texto maravilhoso e por compartilhar a imagem fotografada por M. Gorete C. Procópio. Que Nhanderu nos acolha!!!

Autoria do Texto: Paula Santana*

O povo Assurini louva o Jacaré todos os anos. O jacaré é um bicho que olha de lado, por cima do espelho d’água e observa ao longe porque sabe das coisas. Por isso, a festa do jacaré dos Assurini é um espaço educativo e de manifestação de saberes, em que os mais novos têm a oportunidade de aprender com os mais velhos. Melhor analogia para o dia de hoje não há. Quiseram nos assustar e nos matar. Como um jacaré à espreita, esperamos no tempo da natureza. Seguimos em frente com a cabeça erguida e a mira afiada, aguardando com sagacidade. Celebrar o jacaré é um rito de fortalecimento e de vitória para os Assurini, e pra gente também. No posto de saúde, encontrei outras educadoras desse sertão véio de guerra e os sorrisos escapavam das máscaras pelos olhos. Estávamos vivas e juntas num abraço cósmico. A festa do Jacaré está só no começo. Agora que aprendemos um bocado à espreita, partiremos pra luta! Chegou a hora da retomada! Por mais vacinas para todos! Por comida no prato! Por justiça pelos que tombaram! Como ensinou cacique Xicão sabiamente, avançaremos! 

(*)Paula Santana: socióloga, antropóloga, poeta, editora, escritora, agitadora cultural, professora do Curso de Ciências Sociais, UFRST.

2 comentários sobre “No tempo da natureza com o povo Assurini

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s