A grande lua de fogo
revelou a sua face agréstia
e, vagarosamente, foi indo…
gravitando na incandescência

A grande lua de fogo
trouxe um véu de estrelas;
veio com o vento da noite
e não espantou a neblina.

Na agrestidade do ser
cavamos os sonhos
contra a desesperança
que circunda as nossas vidas

Nordeste do Brasil, set. 2006
Graça Graúna

Nota: no site Overmundo, este poema recebeu 200 votos.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s