Quem disse que saudade não se mede?
Minha saudade é assim:
maior que as tranças da minha avó,
maior que as ondas do mar,
bem maior que o mundo

Graça Graúna (indígena potiguara/RN)

(*)a menina da foto sou eu, aos 12 anos, aluna de um colégio de freiras, em Recife.

2 comentários sobre “Pelo Dia da Criança*

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s