Don Quixote, Salvador Dali – 1971.

De um lado
a palavra
do outro
o silêncio
estreando realidades conhecidas.

A pá lavra o abismo
que vai de mim
ao outro

Graça Graúna. Tear da palavra. Belo Horizonte: M.E.Edições Alternativas, 2007, p. 20

2 comentários sobre “Entre-lugar

  1. Sou antenada em poesia (não por acaso, trabalho como assistente editorial do poeta Ulisses Tavares, conhece?), visitei seu blog e gostei muito.Olha, se puder, dá um toque para seus blogueiros e amigos olharem o site que gerencio:www.ulissestavares.com.brSempre tem poesia nova lá e os visitantes concorrem a um livro autografado toda semana.Sem burocracia e sem despesa alguma. Basta clicar no site, enviar um e-mail e concorrer.Grande beijo e continue no caminho da poesia que o mundo precisa disso

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s