Constelação da Ema indica inverno para os indígenas
          Muitas aldeias indígenas têm astronomia própria, usada para saber desde as estações até o posicionamento geográfico. Um conhecimento que está ameaçado devido à forte assimilação cultural. Germano Afonso, astrônomo do Museu da Amazônia, está trabalhando para resgatar esse saber. No mês que vem, as escolas indígenas de Dourados (MS) ganharão uma cartilha em português e guarani com a astronomia indígena. “É um conhecimento que está se perdendo. As escolas indígenas só ensinam a astronomia ocidental. Devemos mostrar as duas culturas”, diz. “Os índios se orientam pelas estrelas. Elas podem dizer o período de chuvas ou o aumento da presença de insetos. Estou recolhendo informações sobre as características que eles descrevem para ver se há correspondência comprovada. O acerto tem sido impressionante” – FSP, 19/2, Ciência, p.C15.

Para saber mais acesse:
ISA – www.socioambiental.org

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s