Imagem: grafite e poesia, de Nelson/Google
Olho a cidade
grito o teu nome
gravado nos muros
com o por do sol
Nada de novo
e tudo de novo
ontem mais lua
hoje mais sol
Olho a cidade
grito o teu nome
num avesso blues
cravado de sol
Escrevi este poema há dez anos, quando me vesti de coragem para lançar meu livro de poemas – Canto mestizo, publicado em Marica/RJ, Editora Blocos, 1999, p.66.
Graça Graúna, Nordeste do Brasil, 20.maio.2009
————————————————
Nota: poema publicado no Overmundo.

4 comentários sobre “Avesso blues

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s